Nossa Senhora das Mercês para colorir

Nossa Senhora das Mercês desenho

Neste dia 24 de setembro é celebrada Nossa Senhora das Mercês, que significa “misericórdia”, advocação que remonta ao século XIII, quando a Virgem apareceu a São Pedro Nolasco e o encoraja a seguir libertando os cristãos escravos.
Naquela época, os mouros saqueavam regiões costeiras e levavam os cristãos como escravos para a África. Nessa horrível condição, muitos perdiam a fé por pensar que Deus os tinha abandonado.
Pedro Nolasco, vendo essa situação, vendeu até seu próprio patrimônio para libertar os cativos. Do mesmo modo, formou um grupo para organizar expedições e negociar resgates. Quando o dinheiro acabou, então, pediram esmolas. Entretanto, as ajudas também terminaram.
Foi então que Nolasco pediu a Deus para ajudá-lo. Em resposta, a Virgem apareceu a ele e pediu que fundasse uma congregação para resgatar os cativos.
Nolasco lhe perguntou: “Ó Virgem Maria, Mãe da graça, Mãe de misericórdia, quem poderia acreditar que tu me envias?”.
Maria respondeu dizendo: “Não duvides de nada, porque é vontade de Deus que se funde uma ordem desse tipo em minha honra; será uma ordem cujos irmãos e professos, a imitação de meu filho Jesus Cristo, estarão postos para ruína e redenção de muitos em Israel, isto é, entre os cristãos, e serão sinal de contradição para muitos”.
Diante desse desejo, foi fundada a ordem dos Mercedários no dia 10 de agosto de 1218 em Barcelona, Espanha. São Pedro Nolasco foi nomeado pelo Papa Gregório IX como Superior Geral.
Os integrantes, além dos votos de pobreza, castidade e obediência, faziam um quarto voto em que se comprometiam a dedicar sua vida a libertar os escravos e que ficariam no ligar de um cativo que estivesse em perigo de perder a fé, quando o dinheiro não era suficiente para conseguir a libertação.
Mais tarde, no ano 1696, o Papa Inocêncio XII fixou o dia 24 de setembro como a Festa da Virgem das Mercês em toda a Igreja. FONTE: Acidigital
Nossa Senhora das Mercês, rogai por nós!

Nossa Senhora das Mercês desenho para colorir
0

São Pio de Pietrelcina para colorir

são padre pio desenho

Hoje a igreja faz memória do nosso amiguinho São Padre Pio, que buscava por meio do sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis.
Este digníssimo seguidor de S. Francisco de Assis nasceu no dia 25 de maio de 1887 em Pietrelcina (Itália). Seu nome verdadeiro era Francesco Forgione. Ainda criança era muito assíduo com as coisas de Deus, tendo uma inigualável admiração por Nossa Senhora e o seu Filho Jesus, os quais via constantemente devido à grande familiaridade. Ainda pequenino havia se tornado amigo do seu Anjo da Guarda, a quem recorria muitas vezes para auxiliá-lo no seu trajeto nos caminhos do Evangelho.
Conta a história que ele recomendava muitas vezes as pessoas a recorrerem ao seu Anjo da Guarda estreitando assim a intimidade dos fiéis para com aquele que viria a ser o primeiro sacerdote da história da Igreja a receber os estigmas do Cristo do Calvário. Com quinze anos de idade entrou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Morcone, adotando o nome de “Frei Pio” e foi ordenado sacerdote em 10 de agosto de 1910 na Arquidiocese de Benevento. Após a ordenação, Padre Pio precisou ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde e, em setembro desse mesmo ano, foi enviado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até o dia de sua morte.
Abrasado pelo amor de Deus, marcado pelo sofrimento e profundamente imerso nas realidades sobrenaturais, Padre Pio recebeu os estigmas, sinais da Paixão de Jesus Cristo, em seu próprio corpo. Entregando-se inteiramente ao Ministério da Confissão, buscava por meio desse sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis e libertá-los das garras do demônio, conhecido por ele como “barba azul”.
Torturado, tentado e testado muitas vezes pelo maligno, esse grande santo sabia muito da sua astúcia no afã de desviar os filhos de Deus do caminho da fé. Percebendo que não somente deveria aliviar o sofrimento espiritual, recebeu de Deus a inspiração de construir um grande hospital, conhecido como “Casa Alívio do Sofrimento”, que se tornou uma referência em toda a Europa. A fundação deste hospital se deu a 5 de maio de 1956.
Devido aos horrores provocados pela Segunda Guerra Mundial, Padre Pio cria os grupos de oração, verdadeiras células catalisadoras do amor e da paz de Deus, para serem instrumentos dessas virtudes no mundo que sofria e angustiava-se no vale tenebroso de lágrimas e sofrimentos. Na ocasião do aniversário de 50 anos dos grupos de oração, Padre Pio celebrou uma Missa nesta intenção. Essa Celebração Eucarística foi o caminho para o seu Calvário definitivo, na qual entregaria a alma e o corpo ao seu grande Amor: Nosso Senhor Jesus Cristo; e a última vez em que os seus filhos espirituais veriam a quem tanto amavam.
Era madrugada do dia 23 de setembro de 1968, no seu quarto conventual com o terço entre os dedos repetindo o nome de Jesus e Maria, descansa em paz aquele que tinha abraçado a Cruz de Cristo, fazendo desta a ponte de ligação entre a terra e o céu.
Foi beatificado no dia 2 de maio de 1999 pelo Papa João Paulo II e canonizado no dia 16 de junho de 2002 também pelo saudoso Pontífice. Padre Pio dizia: “Ficarei na porta do Paraíso até o último dos meus filhos entrar!” FONTE: Canção Nova
São Pio de Pietrelcina, rogai por nós!

são padre pio desenho para colorir
0

Nossa Senhora da Salette para colorir

nossa senhora da salette desenho

Celebramos hoje (19) o dia da nossa mãezinha do céu, invocada sob o título de Nossa Senhora da Salette.
No outono de 1846, a Virgem Maria apareceu em duas crianças pastorinhas em Salette, na França. Ao contrário de outras aparições, Maria parecia estar chorando. Ela compartilhou seu desagrado com os católicos que não permanecem fiéis à Igreja e os advertiu sobre os males futuros. Antes de desaparecer, a Senhora também deu a cada um dos filhos um segredo para ser entregue ao papa.
Leia a mensagem de Nossa Senhora da Salette https://goo.gl/tQi7C9

Oração a Nossa Senhora da Salette

LEMBRAI-VOS, Ó Nossa Senhora da Salette, das lágrimas que derramastes por nós, no Calvário. Lembrai-vos também dos cuidados que, sem cessar, tendes por vosso povo, a fim de que, em nome de Cristo, se deixe reconciliar com Deus. E vede se, depois de tanto terdes feito por vossos filhos, podeis agora abandoná-los. Reconfortados por vossa ternura, ó Mãe, eis-nos aqui, suplicantes, apesar de nossa infidelidade e ingratidão. Não rejeiteis nossa oração, ó Virgem Reconciliadora, mas volvei nosso coração para vosso, Filho.
Alcançai-nos a graça de amar Jesus acima de tudo, e de vos consolar por uma vida de doação, para a glória de Deus e o amor de nossos irmãos. AMÉM.

Nossa Senhora da Salette, Reconciliadora dos pecadores, Rogai sem cessar por nós que recorremos a vós!

nossa senhora da salette para colorir
0

Como se reza a Lectio Divina?


"Lectio Divina" significa Leitura Divina em latim. É uma prática antiga que nos ensina a ler, meditar e viver a Palavra de Deus. A história nos diz que foi o Beato Guigo, o cartuxo, que escreveu os "estágios mais importantes" dessa maneira de meditar na palavra. Não é uma oração que tem regras fixas, mas algumas etapas importantes que nos guiarão para um encontro com a mensagem pessoal de Deus para nós através da Sagrada Escritura.

Estes estágios são quatro: Lectio, ou leitura, da Palavra de Deus; a meditação do que lemos; a oração (que é o momento em que entramos em diálogo com Deus) e, finalmente, a contemplação, um estágio em que nos abandonamos a pensamentos sagrados. É o estágio em que deixamos para trás nossos próprios pensamentos e estamos preparados para ouvir a voz de Deus que fala dentro de nós.
A Lectio Divina pode ser feita individualmente ou em grupo. É por causa disso que a estrutura torna-se necessária. Aqui , deixamos você uma maneira de realizar essa meditação. Isso, com certeza, ajudará no crescimento do seu relacionamento com Deus.

1. Preparação preliminar. Pesquisa de leitura

Antes de iniciar a Lectio, é importante fazer um pequeno trabalho preliminar. Que é procurar o Evangelho do dia ou outra leitura que você quer meditar naquele dia, bem como citações e comentários que o ajudem a aprofundar sua compreensão e preparar algumas questões para a reflexão pessoal. Leia atentamente vários comentários e procure os pontos mais importantes que chamaram sua atenção. Depois disso, você pode estar disponível para a própria oração.

2. Sinal da Cruz

Começamos por encontrar um lugar e uma posição adequados para a oração. O seguinte (que parece ser óbvio, mas importante lembrar) é que um católico sempre começa suas orações com o Sinal da Cruz.

3. Oração Inicial
Há muitas orações com as quais podemos abrir a Lectio Divina. Uma sugestão é invocar o Espírito Santo para iluminar-nos e permitir-nos ouvir a mensagem que Deus quer nos dar através de Sua Palavra. Aqui está um exemplo, mas na verdade a oração inicial pode ser construída com suas próprias palavras.
"Meu Senhor, colocado em sua presença, quero colocar meu coração por este momento de oração. Envie seu Espírito Santo para me iluminar e abrir minha mente e meu coração para tudo o que Você quer me dizer hoje. Obrigado, Senhor, por me alimentar com a sua Palavra ».
4. Leitura bíblica

É nesse ponto que você lê a leitura bíblica do Evangelho que você selecionou anteriormente. Pode ser o Evangelho do dia ou aquele que você escolheu para meditar. É bom ler diretamente da Bíblia e fazê-lo lentamente para entender o que está escrito.

5. Breve leitura

É nesse ponto que reencontramos o comentário ou a reflexão sobre o Evangelho  que encontramos e selecionamos na preparação anterior. Esta breve leitura é para ajudar você a aprofundar seu pensamento e se predispõe a ouvir a voz de Deus.

6. Breve meditação pessoal

Neste ponto, há um silêncio interior e a meditação começa corretamente. A idéia é que você possa aprofundar o que este Evangelho tem a ver com sua vida e recebê-lo no coração. Aqui estão algumas perguntas que podem ajudá-lo nesta etapa:

1. O que o Evangelho me diz?

2 . Como ele alegra minha vida?

3 . Que características de Jesus eu encontro nele?

4. Que mensagem particular Deus quer me enviar?

7. Ação de graças e solicitações pessoais

Para terminar, e depois de ter meditado na leitura bíblica, agradecemos a Deus pelo momento vivido e pedimos nossas intenções. É um momento livre, no qual você levanta uma oração a Deus da experiência de encontro que você acabou de ter com Ele, você a contempla e permite que seu coração esteja em sintonia com Sua Palavra.

8. Oração Final e Consagração a Maria

Chegamos ao final da nossa Lectio. Como indicamos no início do post, esta estrutura não é rígida. Podemos terminar a Lectio com a oração de ação de graças. Mas uma maneira muito bonita de fechar é consagrar a Maria e pedir sua intercessão. Sugerimos que você reze um Pai Nosso, uma Ave Maria e uma Glória.

9. Sinal da Cruz

Tendo terminado nossa meditação, e depois de nos consagrar a Maria, acabamos da mesma forma em como começamos, com o sinal da Cruz.

Traduzido do Site Catholic-link
0

Nossa Senhora das Dores para colorir

nossa senhora das dores desenho

Celebramos hoje (15) o dia de nossa Mãezinha do céu, invocada sob o título de Nossa Senhora das Dores, fazendo memória da sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus.
Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.
A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.
Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor. (FONTE: Canção Nova)
Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

nossa senhora das dores desenho para colorir
0

Exaltação da Santa Cruz

exaltação da santa cruz desenho

A cruz de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser a nossa glória: nele está nossa vida e ressurreição; foi ele que nos salvou e libertou (Gl 6,14).
Nos reunimos com todos os santos, neste dia, para exaltar a Santa Cruz, que é fonte de santidade e símbolo revelador da vitória de Jesus sobre o pecado, a morte e o demônio; também na Cruz encontramos o maior sinal do amor de Deus, por isso : “Nós, porém, pregamos um Messias crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os pagãos ” (I Cor 1,23).
Esta festividade está ligada à dedicação de duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena. Uma, construída sobre o Monte do Gólgota e outra, no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e ressuscitado pelo poder de Deus. A dedicação destas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Heráclio.
Graças a Deus a Cruz está guardada na tradição e no coração de cada verdadeiro cristão, por isso neste dia, a Igreja nos convida a rezarmos: “Do Rei avança o estandarte, fulge o mistério da Cruz, onde por nós suspenso o autor da vida, Jesus. Do lado morto de Cristo, ao golpe que lhe vibravam, para lavar meu pecado o sangue e a água jorravam. Árvore esplêndida bela de rubra púrpura ornada dos santos membros tocar digna só tu foste achada”. “Viva Jesus! Viva a Santa Cruz!” (FONTE: Canção Nova) 
Santa Cruz, sede a nossa salvação!
0

Natividade de Nossa Senhora para colorir

natividade de nossa senhora desenho

Hoje é comemorado o dia em que Deus começa a por em prática o seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o Rei descesse para habitá-la. Esta "casa", que é Maria, foi construída com sete colunas, que são os Dons do Espírito Santo.
Os momentos principais da vida da Virgem são comemorados pela Igreja (tanto no Ocidente como no Oriente) com solenidades litúrgicas, no decurso de todo o ano. O nascimento de Maria resume a longa preparação e o início da realização da promessa messiânica.
Parabéns Mãezinha do Céu 👏🎉🎊🎂🎈


natividade de nossa senhora desenho para colorir
0

Santa Teresa de Calcutá para colorir

Santa Teresa de Calcutá desenho

Celebramos hoje o dia de nossa amiguinha Santa Teresa de Calcutá, que dedicou toda sua vida aos mais pobres dos pobres.
“Qualquer ato de amor, por menor que seja, é um trabalho pela paz”.  Mais do que falar e escrever, Madre Teresa de Calcutá viveu este seu pensamento.
Nascida no dia 27 de agosto de 1910 em Skopje, na Albânia, foi batizada um dia depois de nascer. A sua família pertencia à minoria albanesa que vivia no sul da antiga Iugoslávia. Seu verdadeiro nome era Agnes Gonxha Bojaxhiu.
Pouco se sabe sobre sua infância, adolescência e juventude, porque ela não gostava de falar de si mesma. Aos dezoito anos, sentiu o chamado de consagrar-se totalmente a Deus na vida religiosa. Obtido o consentimento dos pais, e por indicação do sacerdote que a orientava, no dia 29 de setembro de 1928, ingressou na Casa Mãe das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto, situada na Irlanda.
O seu sonho, no entanto, era o trabalho missionário com os pobres na Índia. Cientes disso, suas superioras a enviaram para fazer o noviciado já no campo do apostolado. Agnes então partiu para a Índia e, no dia 24 de maio de 1931, fez a profissão religiosa tomando o nome de Teresa. Houve na escolha deste nome uma intenção, como ela própria dissera: a de se parecer com Teresa de Jesus, a humilde carmelita de Lisieux.
Foi transferida para Calcutá, onde seguiu a carreira docente e, embora vivesse cercada de meninas filhas das famílias mais tradicionais de Calcutá, impressionava-se com o que via ao sair às ruas: os bairros pobres da cidade cheios de crianças, mulheres e idosos cercados pela miséria, pela fome e por inúmeras doenças.
No dia 10 de setembro de 1946, dia que ficou marcado na história das Missionárias da Caridade – congregação fundada por Madre Teresa – como o “Dia da Inspiração”, durante uma viagem de trem ao noviciado do Himalaia, Madre Teresa deparou com um irmão pobre de rua que lhe disse: “Tenho sede!”. A partir disso, ela afirmou ter tido a clareza de sua missão: dedicar toda sua vida aos mais pobres dos pobres.
Após um tempo de discernimento, com o auxílio do Arcebispo de Calcutá e de sua madre superiora, ela saiu de sua antiga congregação para dar início ao trabalho missionário nas ruas de Calcutá. Começou por reunir um grupo de cinco crianças, num bairro pobre, aos quais começou a ensinar numa escola improvisada. Pouco a pouco, o grupo foi crescendo. Dez dias depois, eram cerca de cinquenta crianças.
O início foi muito desafiador e exigente, mas Deus foi abençoando sua obra e as vocações começaram a surgir entre suas antigas alunas. Em 1949, Madre Teresa começou a escrever as constituições das Missionárias da Caridade e, no dia 7 de outubro de 1950, a congregação fundada por ela foi aprovada pela Santa Sé, expandindo-se por toda a Índia e pelo mundo inteiro anos mais tarde.
No ano de 1979 recebeu o Prêmio Nobel da Paz. Neste mesmo ano, o Papa João Paulo II a recebeu em audiência privada e a tornou sua melhor “embaixadora” em todas as nações, fóruns e assembléias de todo o mundo.
Com saúde debilitada e após uma vida inteira de amor e doação aos excluídos e abandonados – reconhecida e admirada por líderes de outras religiões, presidentes, universidades e até mesmo por alguns países submetidos ao marxismo – Madre Teresa foi encontrar-se com o Senhor de sua vida e missão no dia 5 de setembro de 1997. Sua despedida atraiu e comoveu milhares de pessoas de todo o mundo durante vários dias.
Foi beatificada pelo Papa João Paulo II no dia 19 de outubro de 2003, Dia Mundial das Missões.
No dia 04 de setembro de 2016, foi canonizada pelo Papa Francisco. A canonização da missionária foi decidida após a Igreja Católica ter aprovado seu segundo milagre, a “cura extraordinária” de um brasileiro. (FONTE: Canção Nova)
Santa Teresa de Calcutá, rogai por nós!

Santa Teresa de Calcutá desenho para colorir
0

Quais são as partes da Bíblia?

quais são as partes da bíblia

A Bíblia é formada por 73 livros, sendo 46 no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento. Vamos aprender um pouco mais sobre a Bíblia? Aperte o Play no vídeo abaixo.

0